A Serra acima das expectativas

Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo por quem ama e vive na região.

Colunista convidado - 1 matérias cadastradas

Trinta e sete anos de música e silêncio em Terê

Homenagem do gaitista José Staneck a Teresópolis

Com estes despretensiosos versos em forma de samba, marcamos o início de nossas vidas em Teresópolis. Não creio que o vizinho realmente tenha perdido a tranquilidade, mas nós é que a adquirimos.

Lá se vão 37 anos de vivência. Terê é minha referência. Em alguns momentos mais distante e em outros com mais frequência, mas desde esta época é aqui que me recarrego, que me inspiro. Algumas festas juninas memoráveis, onde porres indevidos, relações e amizades foram construídas e consolidadas. Ver minhas filhas se tornarem lindas mulheres. Sofrer por vidas sepultadas em grandes chuvas. Talvez o silêncio surdo e infinito daquela manhã após a catástrofe de 2011 nunca saia de meus pensamentos. A convivência no Week-End Club onde temos nossa casa. Piscina, restaurante e claro as partidas de tênis. Ou simplesmente deixar a mente se esvaziar sob o olhar da serra, do vale que te protege, estejam entre as principais memórias neste momento.

Aqui também pude fazer minha música. Sempre tão bem acolhida nos festejos do clube. Creio ter me apresentado em quase todas as minhas formações. Na Feso-ProArte, local de história intensa e de acolhida sincera, também pude dividir com Terê minha arte, minha música.

Mas é no silêncio

Continuar Lendo

Matérias anteriores

Nenhuma outra matéria foi cadastrada para essa seção.


© 2016 UP TO SERRA. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Scriptorio Comunicação

>