A Serra acima das expectativas

Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo por quem ama e vive na região.

Morabilidade Up - mais 4 matérias cadastradas

Enfim, Up to Serra

Primeiras impressões sobre a vida em Teresópolis

19 Feb 2018   /  970 visualizações

A decisão de mudar para Teresópolis não foi fácil. Numa comparação qualquer, é como deixar de ter um iPhone e optar por um Samsung.

Foto Rodrigo Barbosa

Da janela lateral do quarto de dormir.

Eu já tinha ouvido falar que o Samsung é melhor, que ambos têm prós e contras, mas uma hora você toma coragem e rompe com as amarras que outro sistema te impõe. O que eu quero dizer é que não é fácil sair do Rio, uma cidade linda, com facilidades, lazer, cultura, boas escolas privadas. Mas não é fácil morar no Rio, uma cidade agora mais violenta, extremamente cara, engarrafada. 

Tomada a decisão, a cabeça começa a mudar. E aí você começa a ver a cidade destino com outros olhos: olhos de morador. Casa escolhida, proposta feita, chaves nas mãos e poucas semanas depois estávamos passando a primeira noite na casa nova, com direito aos cobertores de lã quadriculados, porque era janeiro, mas o termômetro marcava 14 graus. 

Com dois filhos, a escola era uma preocupação. Visitei muitas: George March, Espaço e Vida, Único, Rosa Damasceno. Investiguei outras pela Internet: São Paulo, Carmo, Pensi, Grandini. São muitas (e boas) opções. Os valores estão abaixo da metade dos cobrados no Rio e me surpreendi com a infraestrutura de muitas delas. Bons espaços, bons ginásios, tudo muito bem conservado. A escolha, como sempre, depende do perfil da criança. Estamos felizes. 

Mudar para a Serra significa, invariavelmente, ter mais espaço em casa. No Rio, morávamos em um apartamento de 106m2 em Laranjeiras. Aqui, são mais de 200m2 de área construída com um terreno de 1600m2 (e que custou a metade do que nosso apartamento no Rio vale). E aí vem aquela fase caseira mesmo, porque a casa te abraça. Dá vontade de explorar os espaços que acabam sendo mais confortáveis. Hoje cozinho mais, me dedico ao jardim, que é uma novidade. E ao galinheiro. A família cresceu com mais um cachorro, adotado enquanto saí para buscar ração para o que já existia. A vida muda. 

Mas, engana-se quem pensa que estar numa cidade mais tranquila e infinitamente menor do que o Rio significa confinamento. Morando aqui, você passa a conhecer lugares que quando visitava nem se dava conta da existência. E aprende, por exemplo, que o GreenFruit é um supermercado dos sonhos, enquanto a gente achava o Zona Sul bacana. E tem restaurantezinhos fofos, cafés bem decorados, uma novidade gastronômica aqui e ali. Sim, são limitadas as opções de cinema e teatro. Assim como é limitado o campo de trabalho. Porém, é exatamente por isso que moro hoje a apenas 90km do Rio. Assim, idas e vindas ficam fáceis e não sofremos com a falta de bons cinemas, teatro e praias, apesar de eu preferir as cachoeiras daqui. 

Agora, o que mais faz diferença na nossa vida, e eu pensava nisso enquanto subia a rua de paralelepípedos, dirigindo e espiando a cadeia de montanhas ao longe, é que a violência deixou de ser um assunto. Estar na décima cidade mais segura do país tem sido um alívio. Que sejam longos anos. 



© 2016 UP TO SERRA. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Scriptorio Comunicação

>